Aperte "enter" para ver os resultados ou "esc" para cancelar.

Transformando ideias em produtos eficientes com a prototipagem

Prototipagem é, como o nome já diz, a criação e execução de protótipos. Nessa definição rasa do dicionário, no entanto, não cabe a grandeza do que prototipar pode significar para qualquer projeto.

 

Uma rápida pesquisa no Google e você poderá ver que a prototipagem está em todos os cantos: na odontologia, na ciência, na tecnologia, na indústria, entre outros. Aqui você vai ver como pode usar isso para transformar suas ideias em produtos mais eficientes.

 

O que realmente significa prototipagem

 

A prototipagem é o processo de transformar ideias em determinado projeto em protótipos, ou seja, tentativas de execução do produto final, para que sejam testados e reflitam em produtos mais eficientes ao fim do processo.

 

Ao prototipar estamos:

 

  • Desenvolvendo uma comunicação mais rápida e eficiente entre ideias e produção;
  • Validando de forma efetiva a execução de projetos antes que sejam finalizados;
  • Melhorando a flexibilidade de produção ao permitir a realização de testes;
  • Diminuindo falhas na produção e gerando produtos finais de maior qualidade.

 

E isso pode acontecer para qualquer tipo de ideia. Na metodologia de Design Thinking a prototipagem se torna ainda mais clara. Esta fase no design thinking é como uma fase de experimentação, onde protótipos podem ser feitos nos mais diversos formatos: papéis, storyboards, maquetes, encenações, entre outros.

 

A criação desses modelos representativos permite demonstrar como um produto ou serviço deveria funcionar na prática e validar hipóteses junto aos usuários. Ao criar essa demonstração, a equipe esclarece e afunila suas ideias, em uma troca contínua de ideias criativas trazidas das etapas de imersão e ideação.

 

A prototipagem é extremamente útil quando é necessário melhorar a experiência dos usuários (UX), atualizar modelos de negócios e criar novos produtos ou serviços. Em um projeto de longa duração, ela pode ser refeita ao longo do processo. Passar do abstrato para o físico irá ajudar a dar forma às ideias e a receber as impressões do usuário antes de ter o produto final em mãos. Quer saber mais sobre design thinking? Faça o curso rapidinho com a explicação do Felipe Barreiros nos vídeos abaixo!

 

 

O que são os protótipos de software

 

Dentro da programação, temos a prototipagem de software como parte da análise do ciclo de vida do desenvolvimento de sistemas. O processo se resume na criação de um protótipo do software que está em desenvolvimento para que, a partir dele, possam ser feitos testes com usuários e evitadas assim falhas no sistema.

 

O protótipo simula a aparência e funcionalidade do software permitindo que os clientes, analistas, desenvolvedores e gerentes percebam os requisitos do sistema para interagir, avaliar, alterar e aprovar as características mais marcantes na interface e funções. As vantagens disso são:

 

  • Redução de custos no desenvolvimento;
  • Participação do usuário no processo de desenvolvimento;
  • Facilidade de operação do sistema, uma vez que, os usuários sabem o que esperar através do protótipo;
  • Resultados na satisfação mais elevada do usuário;
  • Diminuição de equívocos entre usuários e desenvolvedores;
  • Esclarecimento de alguns requisitos confusos.

 

Algumas ferramentas utilizadas na geração de protótipos de software são:

 

Visual FoxPro: sistema de desenvolvimento de banco de dados para criar de forma rápida aplicações desktop.

 

Eclipse: ferramenta open source que agrega a plataforma de desenvolvimento geradores de código Java.

 

Visual Studio.NET: solução da Microsoft que gera código framework .NET, suportando linguagens Visual Basic .NET, C#, C++, e J#.

 

Evolução da prototipagem com impressoras 3D

 

As impressoras 3D foram muito importantes para melhorar o processo de prototipagem, garantindo maior velocidade. A impressão 3D, conhecida como prototipagem rápida, é uma tecnologia de manufatura aditiva. A partir de um design virtual criado por meio de um software de modelagem ou CAD, a máquina de impressão 3D lê os dados do desenho e deposita camadas sucessivas de material líquido, em pó ou folha, criando o modelo físico a partir de uma série de seções transversais. Essas camadas são combinadas para criar a forma final.

 

Analistas preveem um mercado mundial de mais de 20 bilhões até 2020 para a impressora 3D. A PwC estima que 67% da indústria manufatureira americana já está usando ou experimentando processos com a impressora 3D. Para o mundo, isso significa que está se tornando cada vez mais fácil e mais barato desenvolver protótipos e produtos finais de maior qualidade.

 

Quer prototipar em seus projetos com Design Thinking? O MasterTech desenvolveu sua jornada de design thinking a partir de diversos testes para chegar ao melhor processo no aprendizado e desenvolvimento de projetos em tecnologia. No Aprenda a programar em um final de semana, você pode ver esta metodologia ágil na prática! As próximas datas são para Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, vem ver.

 

como aprender a programar

 

5 (100%) - 1 voto