Aperte "enter" para ver os resultados ou "esc" para cancelar.

Os principais conceitos de back-end para começar a desenvolver para web

Front-end e back-end são termos usados para caracterizar interfaces de programas e serviços relativos ao usuário dessas interfaces. Uma aplicação front-end é aquela que interage diretamente com o usuário, o primeiro contato que ele tem com o programa. Já uma aplicação back-end trabalha indiretamente no suporte dos serviços de front-end, normalmente se comunicando com a fonte desses serviços, o server.

 

Nós já explicamos o conceito de back-end de forma mais detalhada nesse post, com algumas indicações de por onde começar a desenvolver para a web. Mas, antes disso, alguns conceitos que rodeiam o universo do back-end e da programação precisam ser conhecidos e compreendidos. Vem cá que a gente te explica os principais.

 

Servidor

 

Um servidor é um software ou computador, com sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores, também conhecidos por clientes. Existem diversos tipos de servidores (DNS, Proxy, FTP…) e quando se trabalha com back-end é importante conhecer a maioria deles. O server-side, ou lado do servidor, é um termo usado para designar operações de back-end. Um desenvolvedor back-end deve ser especializado em linguagens server-side como o PHP, ASP.NET, Python e Ruby.

 

Database

 

A database ou banco de dados funciona como uma biblioteca repleta de informações, o cérebro que faz os sites serem dinâmicos. Toda vez que você realiza uma ação ou procura algo em um site, a database é responsável por aceitar sua busca, encontrar o dado e apresentar no website. No back-end, a database é acessada pelos usuários indiretamente a partir de uma aplicação externa. Um desenvolvedor back-end precisa ser capaz de trabalhar com a maioria das databases existentes, como MySQL, MongoDB, Postgresql e NoSQL.

 

API

 

Não dá para falar em aplicações back-end sem falar em API. Uma API nada mais é que uma interface que permite que dois sistemas, ainda que criados com tecnologias diferentes, se comuniquem através de uma linguagem comum. Elas conectam softwares, aplicações, databases e serviços, substituindo a necessidade de uma programação mais complexa.

 

Escalabilidade

 

A tecnologia continua mudando, os modelos de negócio mudam e o sistema de back-end precisa ser construído de forma a se adaptar facilmente à essas mudanças. É para isso que serve a escalabilidade, um dos conceitos mais importantes no back-end. É preciso pensar em quão flexível é a estrutura de uma aplicação para acomodar novos códigos, mais tráfego e dados.

 

Segurança

 

A segurança é um dos principais problemas na maioria dos sistemas e muitos deles são vulneráveis a ataques simples. O desenvolvedor back-end precisa seguir práticas consistentes de segurança, sempre se perguntando: os formulários de login e outras autenticações são processados por meio de um HTTPS reforçado? Os dados estão sendo criptografados sempre que são armazenados?

 

 

Avalie esse post