Já pensou em ter um kit com diversas funcionalidades prontas, testadas e devidamente implementadas para utilizar no seu software? Como uma caixa de ferramentas em que tudo está organizado e pronto para ser utilizado da forma que preferir? Isto é o framework.

 

Mas sério, o que é framework de verdade?

O framework é um conjunto de códigos abstratos ou genéricos, desenvolvidos em alguma linguagem de programação, que se relacionam entre si para entregar funcionalidades específicas ao desenvolvedor.

 

No desenvolvimento de um software, por exemplo, é como se você consultasse em uma gaveta o que precisa que já foi feito e guardado ali. Assim você não precisará criar tudo do zero. Isso poupa tempo e trabalho para operações básicas de programação, como acesso a banco de dados, sistemas de templates, mapeamento de rotas, entre outras atividades.

 

Quando existem muitas tarefas repetitivas e comuns a vários sistemas, o framework vem para entregar essas funcionalidades em suas mãos. Os frameworks podem ser divididos em módulos interdependentes ou não. Isso significa que você poderá utilizar todas as ferramentas que vem com ele ou apenas as específicas que você precisa para o seu projeto.

 

Existem desvantagens em utilizar um framework?

Como com quase tudo nesta vida, sim. Mas vamos falar primeiro das vantagens. Com um framework você pode:

 

  • Poupar horas de trabalho;
  • Reutilizar códigos anteriores;
  • Ter mais segurança com relação a erros e acertos por conta do uso pela comunidade;
  • Ter menores custos durante o desenvolvimento;
  • Seguir padrões de codificação presentes no framework.

 

Entretanto, as desvantagens deste uso serão:

 

  • Criar dependência ao padrão do framework, amarrando o projeto;
  • Ter problemas em entender as peculiaridades do framework;
  • Precisar alterar o núcleo do framework e ter dificuldades;
  • Reunir uma imensidão de códigos desnecessários.

 

A questão da utilização de frameworks deve vir de suas necessidades. Se o seu código precisa de um conjunto de soluções para problemas comuns e repetitivos, os frameworks podem ser extremamente úteis. Só não vale utilizar frameworks para todas as funções sem treinar sua codificação.

 

Quer saber mais de programação para criar seus próprios frameworks? Vem se inscrever para os próximos bootcamps de programação do MasterTech que vão acontecer em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo!

 

como aprender a programar

O que é framework e como isto influencia na programação?
5 (100%) - 4 votos
Você pode também gostar