Entregar soluções versáteis e confiáveis, de trás pra frente, de um lado para o outro. Isso é ser um desenvolvedor full stack. E por que alguém não gostaria de ter um profissional desses em sua equipe?

 

É fácil ser convencido a aprender front end e, assim, se tornar um desenvolvedor full stack. Vem ver cinco motivos aqui e se ligar em como você pode entrar nessa com pequenos passos iniciais.

 

Você vai ter muito, mas muito mais oportunidades de emprego

 

Ser um desenvolvedor full stack significa ter oportunidades de trabalho batendo à porta o tempo todo. É sério. Entender de programação no que abrange cliente e servidor não chama só um dos lados, chama todos ao mesmo tempo.

 

Já sabe de back end? Aprender front end é o primeiro passo para chover empregos na sua horta, já que o desenvolvedor front end foi o profissional mais procurado em 2016. Ter o “full stack” no seu currículo não fica só bonito, fica extremamente atrativo.

 

Seu trabalho vai dar a volta no mundo

 

E não é só pra essas bandas do Brasil. No mundo todo faltam desenvolvedores que trabalhem com a completude de plataformas. Conseguir emprego em qualquer lugar será muito mais fácil se você entende o código da lógica de negócio da aplicação e, ao mesmo tempo, sabe qual será a melhor interface para ela.

 

Até porque, lá fora, o desenvolvimento full stack já vem crescendo há um bom tempo. Nada desse negócio de ter um time back end e outro front end. Em poucos anos, saber dos dois não será mais do que a obrigação de um bom programador web.

 

 

Seu pé de meia vai ficar mais cheio

 

Assim como qualquer outra especialização adicionada ao seu currículo, conhecer os dois lados da moeda vai trazer mais moedas para o seu cofrinho! O salário médio de um desenvolvedor full stack no Brasil vai de R$4.000,00 a R$8.000,00. Ou seja, juntar uma graninha vai ficar bem mais fácil. E com tantas opções de cursos de aprendizado por aí, não vai ser preciso de muito investimento para chegar lá.

 

Seu aprendizado será total e desafiador em projetos

 

Conhecer tudo que envolve a área de programação para a web permite que você colabore em todas as áreas de um projeto, e não tem nada mais enriquecedor em termos de aprendizado do que isso.

 

Mas aprender front end, controle de versão, usabilidade, back end, banco de dados, mobile, infraestrutura, cloud, devops, entre outros, não acontece do dia para a noite. Por isso, lembre-se sempre do principal ponto disso tudo:

 

Dá pra começar aos poucos

 

Você já é especialista em uma área? Não precisa saber de todas as outras, de um dia para o outro, no mesmo nível para virar full stack. Aprenda novas habilidades aos poucos, uma coisa por vez, tendo sempre paciência consigo mesmo. Como já dizia nossos avós, de grão em grão…

 

Se você entende de back end, o primeiro grão está em aprender front end! Se você quer começar a fazer isso de forma online e gratuita, acesse aqui nossa live disponível para você à qualquer momento. 🙂

5 motivos dignos para todo programador aprender front end e virar full stack
5 (100%) - 1 voto
Você pode também gostar