4 minutos de leitura

Um pouco de contexto

 

OKR (Objective and Key Results) é um framework usado para estabelecer objetivos e resultados em empresas de todos os portes. Foi criado nos anos 70 por Andy Grove, ex-CEO da Intel. Em 1999 foi adotado pelo Google e desde então empresas como Netflix, General Eletric e até mesmo a Marinha Americana vêm usando o framework para alinhar os objetivos individuais de cada funcionário com aqueles da corporação.

O que é uma OKR?


Em sua definição mais simples, OKR é uma ferramenta que integra objetivos da empresa aos objetivos e resultados de seus times e funcionários. Mas ainda mais importante que isso, OKRs são dados que ajudam empresas e startups a quantificar resultados e objetivos ao longo do tempo.

Existem 2 partes importantes que compõem uma OKR. O Objetivo (Objective) e os Resultados-Chave  (Key Results).

O objetivo expressa onde a empresa quer chegar de forma ambiciosa e grandiosa. Deve ser metrificável e causar um certo desconforto naqueles que terão que cumpri-lo (por ser tão ambicioso). Um exemplo de objetivo seria “Se tornar líder de mercado em 3 meses”.

 

o que são okrs

 

E abaixo desse objetivo grandioso, existem diversos Resultados Chave que possibilitam que o progresso até os objetivos seja quantificado. Esses KRs devem ser traduzidas em métricas ou resultados claros que, ao final do período da OKR, dirão se ela foi bem-sucedida ou não. Um exemplo de KR seria “Crescer 30% o faturamento da empresa”.

 

o que são okrs

 

A filosofia por trás das OKRs

 

Entender a filosofia e o porque das OKRs é ainda mais importante que entender a sua estrutura. Por trás da metodologia estão 4 pilares:

 

Ambição


As OKRs devem, acima de tudo, ser ambiciosas no sentido puro da palavra. Sua OKR (o objetivo central do período) não pode ser impossível, mas ao mesmo tempo não deve ser fácil de ser conquistada. Ela precisa inspirar seus funcionários e proporcionar um senso de propósito e significado massivo ao trabalho que está sendo feito.

 

Mensuráveis


Não existe nada mais inútil do que um objetivo que não pode ser medido. Sua OKR não pode ser, por exemplo, ser algo do tipo “Ser uma empresa mais legal”. É necessário ser específico e ter meios de calcular o seu sucesso de forma clara.

É importante relevar que OKR são, acima de tudo, dados que te ajudam a dizer se você atingiu os objetivos estipulados. Portanto, você precisa de meios para quantificar o sucesso das suas OKRs.

Seu objetivo deve estipular onde a empresa quer chegar, e seus resultados chave definem o caminho e o progresso.


Transparência


É muito importante que todos os membros tenham acesso às OKRs de outras áreas e de outros funcionários da empresa. Esse fator é relevante não apenas porque estimula a produtividade por meio de uma leve “competição”, mas também por estabelecer meios para que todos saibam quais são as prioridades de seus colegas e das áreas que fazem parte.


Unificados


As OKRs dos seus funcionários devem se alinhar com as OKRs da área, que por sua vez deve se alinhar com as OKRs da empresa. Unificar e integrar tarefas e missões em todos os níveis é um dos maiores desafios da metodologia, mas também um dos maiores benefícios.

 

Conteúdo extra

 

Caso queria saber mais ou tenha ficado com alguma dúvida, pode me chamar no meu email quando quiser – joao@bossabox.com. De qualquer forma, deixo uma palestra bem legal feita por Rick Klau, partner do Google Ventures, explicando um pouco OKRs e como elas mudaram o Google.

 


Muito obrigado!

 

O que são OKRs e por que elas são importantes?
Avalie esse post
Você pode também gostar