Aperte "enter" para ver os resultados ou "esc" para cancelar.

Como empreender se trata de foco, um bom time e muito trabalho

Já faz algum tempo que estamos entrando em contato com pessoas da tecnologia, marketing, negócios, design e startups para mostrarmos para vocês um pouco da prática de quem está verdadeiramente imerso nesses setores. Nossa última conversa foi com o Tiago Rosa, sobre UX Design, que você pode ver aqui.

 

Agora foi a vez de conversarmos com o Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech. A Samba hoje é uma empresa de distribuição de vídeos online com mais de 10 prêmios de inovação e qualidade, mas tudo começou em 2008, como uma startup de venda de jogos para celular.

 

como empreender
Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech, em frente aos vários prêmios recebidos pela empresa.

 

Nesse meio tempo, o Gustavo, uma das personalidades que mais contribui para o desenvolvimento do ecossistema de startups no país, passou por muita, mas muita coisa. A história do Gustavo é a representação exata do que significa empreender: ter uma ideia, ver ela crescer, falhar, quase fechar e se reerguer de uma nova maneira.

 

Empreender e trabalhar muito, mas muito mesmo, são sinônimos

 

Eu brinco que todo mundo só vê as pingas que eu tomo, mas não vê os tombos que eu levo. A vida do empreendedor não é fácil como todo mundo pensa e o sucesso só vem com muito trabalho.

 

A história de dar a vida pela empresa não é brincadeira, pelo menos no começo. Quando Gustavo conseguiu seu primeiro investimento na Samba, parecia que o negócio de jogos iria alavancar, mas as grandes operadoras começaram a esmagar a empresa e só restava morrer na praia ou mudar os rumos.

 

Depois de notar que alguns negócios estavam começando a apostar em vídeos online, Gustavo decidiu criar uma plataforma mais segura para a distribuição, o Samba Vídeos, que abriu as portas para o imenso mercado que estava nascendo.

 

Conseguimos um segundo investimento e começamos as operações para escalar o Samba Vídeos. Em pouco tempo, triplicamos o número de funcionários e investimos muito no desenvolvimento do produto. Lembro que, no início, ia para São Paulo toda semana para fechar vários negócios com o meu time de vendas, que, na época, era composto por duas pessoas.

 

Todo esse trabalho, quando se trata de uma startup, ainda vem acompanhado de agilidade e inovação. Gustavo destacou para a gente como é importante o uso de softwares que facilitam o trabalho interno, ajudam na mensuração e na interpretação de dados e melhoram os resultados da empresa para crescer de forma escalável. Neste texto de seu LinkedIn você pode ver a indicação de 41 ferramentas para isso.  

 

A união faz a força

 

Na Samba Tech, Gustavo nos contou que eles costumam dizer que são uma família. E, como você pode ver, eles são uma família beeem grande.

 

como empreender
Família da Samba Tech reunida.

 

(…) na minha opinião, encontrar pessoas que compraram a minha ideia durante esses anos foi a parte mais importante do processo de criação da Samba. Diariamente, são quase 100 pessoas que trabalham para manter a cultura e a inovação sempre vivas dentro da empresa.

 

Gustavo destaca que é claro que ter um bom produto que resolva um problema real é fundamental, mas de nada adianta um bom produto se não houver uma equipe que faça a experiência do cliente ser incrível desde o primeiro contato. Não é a toa que a Samba Tech também recebeu o título de 4ª melhor empresa de TI para se trabalhar no Brasil.

 

Além da equipe interna, outro ponto que ajuda bastante no desenvolvimento do negócio é o local em que ele estará inserido. A Samba Tech nasceu em Belo Horizonte, uma cidade que respira inovação e que abrigou grandes startups nacionais, como a Sympla, a Rock Content, Max Milhas e a Méliuz, no que chamamos de San Pedro Valley.

 

Esse ecossistema empreendedor faz toda diferença, sobretudo no início do negócio. Isso porque faz parte da cultura das startups essa troca de experiências, companheirismo e, até mesmo, de mentoria. Embora a gente aprenda com os próprios erros, ouvir os tropeços e as vitórias dos outros ajuda a ter um direcionamento no negócio.

 

Foco e viver no presente são grandes aliados

 

Tudo bem, todo mundo sabe que é importante desenvolver certo grau de concentração para realizar algo com qualidade, mas quando se trata de liderar uma empresa inteira, isso não é tão simples.

 

Você vai querer resolver milhares de coisas ao mesmo tempo, vai definir prioridades nem sempre da melhor maneira e vai ter uma força maior dentro de si dizendo para sacrificar sua vida pessoal por seu trabalho. Sobre tudo isso, Gustavo nos disse que:

 

Embora várias ideias vêm de observações do cotidiano, é essencial que toda pessoa que queira empreender tenha um foco. É claro que você precisa adequar o seu negócio em relação ao mercado, à demanda, etc, mas se você não tiver foco e resolver fazer várias coisas ao mesmo tempo, dificilmente você vai conseguir ter sucesso. Portanto, defina um foco e teste. Executar é a parte mais importante nesse processo.

 

Gerenciamento de tempo e organização são essenciais. Gustavo divide suas semanas por dias temáticos para poder resolver tudo, ou seja, um dia está focado nas métricas da empresa, no outro em marketing, tecnologia, finanças, e assim vai. Mas para além disso, outra coisa extremamente importante que precisa ser treinada é o estar presente, ou seja, viver o agora com intensidade.

 

Todo empreendedor precisa dos seus momentos de respiro, para limpar a mente e iniciar o dia seguinte com força total. É fundamental entender que os momentos devem ser vividos de forma intensa e com qualidade. Quando estou fazendo algo, seja em casa ou no trabalho, estou ali 100%. E é isso que faz toda a diferença.

 

Quer conhecer mais técnicas de gestão para começar a empreender? No dia 02 de outubro começa uma nova turma do Imersivo de Gestão de Projetos Ágeis, vem ver mais informações aqui! Para conhecer e acompanhar mais sobre o trabalho do Gustavo, acesse aqui seu LinkedIn.