5 minutos de leitura

“Ouça, eu estou falando.” Você provavelmente já disse isso alguma vez na vida, mas a sua vez de prestar atenção ao blá blá blá de outra pessoa também chega. Como ser o tipo de ouvinte com quem você gostaria de conversar?

 

Fazer uma reunião de negócios se trata de entender o que o outro quer, saber diferenciar daquilo que ele precisa e usar das palavras ao seu favor. Para isso, precisamos melhorar a capacidade de não apenas ouvir o que as pessoas estão dizendo, mas realmente ouvir. Aqui vão algumas formas de fazer isso.

 

Saia do seu telefone

 

Essa é uma cortesia básica, mas se alguém estiver falando com você e você estiver rolando por algum feed ou até anotando outras coisas relacionadas, você não está prestando atenção.

 

Grande parte da nossa comunicação vem de mais do que palavras, e você não estará percebendo o suficiente sobre alguém quando deixar de olhar para ela. Olhar no olho e manter uma postura de escuta é fundamental para se mostrar aberto e receptivo à novas ideias.

 

 

Esse é um vídeo bonito sobre a importância de olhar no olho, que pode ser aplicado em qualquer situação.

 

Mantenha suas opiniões para si mesmo

 

Não para sempre, claro. Mas quando você está discutindo algo, você realmente não poderá receber o que a outra pessoa está dizendo se não puder deixar suas ideias sobre o que ela está dizendo de lado em primeiro lugar. Se você quiser realmente entender o ponto de vista de alguém, não interromper vai ajudá-lo.

 

Ouvir ajuda a lidar com conflitos, expressar respeito e ser um líder melhor. Infelizmente, a maioria das pessoas não se lembra, porque elas não ouvem isso em primeiro lugar. Um artigo na Psychology Today diz:

 

“O bom ouvinte é seguro o suficiente para decidir racionalmente se, em qualquer situação, deve adicionar comentários ou apenas ouvir e possivelmente fazer perguntas de acompanhamento. Não deixe que seu desejo de impressionar supere o que é melhor para a interação e o resultado desejado. Na situação certa, ficar calado pode ser tão convincente quanto. Você adiciona conteúdo a uma conversa apenas quando sabe o que está falando?”

 

Leia nas entrelinhas

 

Outra coisa mencionada pela Psychology Today é a importância de perceber o que não está sendo dito. Eles dão o exemplo de conversar com alguém que nunca quer discutir relacionamentos pessoais, mas está sempre disposto a conversar sobre o trabalho. Isso é um sinal vermelho se você estiver em um encontro, mas ótimo se estiver procurando por um parceiro de negócios.

 

E se, digamos, você fosse um repórter investigativo, provavelmente notaria os tópicos dos quais seu assunto se afasta e insistiria mais nessas direções. A maioria de nós não está conduzindo um interrogatório, mas ainda há muito a aprender sobre alguém com base no que eles evitam falar. Ouça os silêncios.

 

Trabalhe na compreensão

 

Muitos mal entendidos podem ser evitados com algumas perguntas simples. Se você não está cem por cento certo do que alguém está dizendo, tente reformular e perguntar se é isso que eles querem dizer. Você não parecerá estúpido, só vai parecer que você está se importando. Isso é tudo que a maioria das pessoas quer.

 

Chegue à essência da comunicação

 

Depois de saber quais são os fatos, você precisa entender o motivo de alguém compartilhá-los. Analise o que as pessoas estão dizendo e procure tirar novas conclusões a partir disso, gerando perguntas como:

 

“Você disse A e B. Isso significa que você acredita em C?”

 

Isso lhe dá a oportunidade de esclarecer ou concordar. As pessoas raramente contam uma história sem motivo. Descobrir qual é essa razão é o desafio.

 

Continue ouvindo

 

Tudo isso parece cansativo, mas ouvir ativamente é uma habilidade aprimorada que você deve dar valor. Às vezes as pessoas são chatas, sinuosas e distraídas. Mas às vezes elas têm informações úteis e você pode escolher ajudá-las a partir disso.

 

Saiba quando dizer chega

 

Às vezes você simplesmente não consegue ouvir. Fica muito mais difícil prestar atenção em alguém quando você está exausto ou estressado, e essas coisas podem surgir no decorrer de uma longa conversa.

 

É muito importante saber quando você não consegue mais prestar atenção. A escuta genuína exige humildade e curiosidade, e nenhuma delas pode ser falsificada com sucesso. Se você não estiver se sentindo bem, se estiver com pressa, apressado ou estressado demais, não será capaz de estar realmente presente e curioso durante uma conversa, especialmente uma conversa difícil.

 

Convencer alguém de que é hora de fazer uma pausa é uma habilidade totalmente diferente de ouvir, mas aqui está algo que você pode dizer: “Eu acho que essa conversa é importante, mas eu preciso de um tempo para que eu possa dar a minha atenção.”

 

Esse tipo de comportamento apenas reforça as relações de trabalho em uma reunião de negócios e permite que novas oportunidades se abram lá para frente.

 

Aprender a ouvir de verdade pode salvar sua reunião de negócios
3 (60%) - 2 votos
Você pode também gostar