Se você cria uma marca sólida, todo o resto toma o seu lugar com muito mais facilidade. É como um efeito dominó: depois que a primeira peça está na mesa, todo o resto pode ser facilmente construído.

 

Qualquer modelo de negócio é feito de peças de dominó, diversas partes móveis que podem ser organizadas para formar um todo consistente e que gera soluções de qualidade. Aqui nós vamos apresentar cinco desses pilares de modelo de negócio que podem te ajudar a montar a sua marca de forma sólida e impactante.

 

modelo de negócio

E como é que faz pra começar?

 

Canais de marketing

 

A escolha de seus canais de marketing são os meios pelos quais você irá alcançar suas mais valiosas prospecções para o funil de vendas e, a partir daí, nutrí-los até se tornarem clientes. Para definir seus canais de marketing, comece com uma pergunta clara: onde está seu público ideal?

 

Apesar de clara, nem sempre é simples. Saber onde seu público está mais apto a fazer uma compra de um produto ou serviço seu exige pesquisa e análise de dados. Não adianta nada colocar seu conteúdo no instagram se seu público tem entre 40 e 60 anos, por exemplo. Vá onde seu alvo está e aja com estratégia quando chegar lá.

 

Distribuição

 

A maioria das startups de tecnologia de hoje não utiliza o termo “distribuição” para definir o conceito de levar o seu produto ou serviço para o cliente por parecer antigo. Entretanto, é exatamente disso que estamos falando: não importa o que você venda – um software, uma roupa, uma consulta – isso preciso ser entregue de alguma forma ao usuário.

 

Se é possível distribuir seu trabalho diretamente, ao invés de vender por meio de um intermediário, escolha essa alternativa. Criar o seu próprio processo personalizado de atendimento, instalação, compra, pós-venda, entre outros, é expandir sua identidade sólida para todas as etapas de seu negócio.

 

Ciclo de vendas

 

Quanto tempo leva para uma pessoa ir de “opa, olha só que produto legal!” para “minha nossa, seu aplicativo salvou horas do meu dia!”? Esse é o seu ciclo de vendas. Altamente determinado pela indústria em que você se encontra, conhecer e compreender seu ciclo de vendas é um grande pedaço do quebra-cabeça.

 

Para ter melhores insights sobre como dirigir o seu negócio, é uma boa ideia começar uma conversa amigável com o seu público e concorrentes para entender quais são as necessidades e problemas que já existem com a mecânica de venda e compra do seu tipo de serviço. É possível construir de cadeiras à softwares, fones de ouvido ou seguros, mas cada processo de compra será diferente. Onde o seu processo se encaixa e como transformá-lo para melhor?

 

Lifetime value (LTV) ou valor do tempo de vida do consumidor

 

Qual o valor do seu lucro ao vender seu produto ou serviço para seu mais leal consumidor durante todo o tempo em que ele compra com você? Até que você entenda que existe esse valor e que é muito importante calculá-lo, será difícil construir um modelo de negócio sustentável.

 

A sua marca é a maior responsável por fidelizar consumidores para gerarem lucro para sua empresa de forma constante. Tornar seus clientes promotores de sua marca é aumentar o valor do tempo de vida do consumidor e, consequentemente, levar sua empresa a um modelo de negócio estável e consistente.  

 

Suporte de produto

 

O mundo muda o tempo todo, mas o fato de que seus consumidores usam seu produto e que esse processo nunca se acaba continua verdadeiro. Isso significa que, de alguma forma, você precisa ter um suporte de produto que possa garantir que seus usuários sabem como usá-lo e detecte erros para serem corrigidos ao longo do tempo.

 

Isso significa, na prática, manter um ótimo relacionamento com seu consumidor do começo ao fim de cada transação, assim como depois dela, para analisar todos os pontos positivos e negativos e gerar mudanças sempre que preciso. O que é essencial para o suporte de seu produto?

 

Tudo começa com a sua marca, e isso não diz respeito apenas ao logotipo. O que gera identidade para sua empresa, seus objetivos e propósitos constroem seu modelo de negócio do zero para encontrar valor. Todo o resto se trata de encaixar peças no dominó.

 

5 pilares do modelo de negócio da sua marca
Avalie esse post
Você pode também gostar