Aperte "enter" para ver os resultados ou "esc" para cancelar.

O que é inbound marketing: o marketing humanizado que vende

Se você está ligado no mundo do empreendedorismo, marketing digital ou de conteúdo, já deve ter ouvido por aí algo sobre o inbound marketing. Se não ouviu, mas quer conhecer uma nova metodologia bastante eficiente para as vendas, continue lendo este texto.

 

Até porque, segundo dados de pesquisa do Demand Metric, o marketing de conteúdo utilizado pelo inbound gera aproximadamente 3 vezes mais leads do que o marketing tradicional, custando 62% menos.

 

Mas o que é inbound marketing?

O inbound marketing, também conhecido como marketing de entrada, marketing de atração ou novo marketing, é uma forma mais respeitosa, humana e menos intrusiva de tratar o consumidor. Fazer inbound é deixar de ser chato, incomodativo e, principalmente, se propor a ajudar.

 

Sabe aquele negócio de empatia? O inbound procura desenvolver essa empatia com os consumidores, para entender o que eles desejam em cada fase de compra e entregar conteúdos valiosos à esses consumidores antes de sair enviando promoções e produtos por todos os cantos.

 

E a base para que isso seja efetivo é a segmentação e nutrição dos leads. Quem gosta de gatos vai receber conteúdos indicando como cuidar de seu gatinho, quem gosta de jogos vai receber conteúdos com dicas para jogar seu game favorito, quem gosta de bolsas vai receber conteúdos indicando formas de manter a bolsa organizada por mais tempo e assim por diante. Tudo com um valor verdadeiro e não superficial para o público certo.

 

Certo, mas como é feita essa segmentação?

Pensar em segmentação é pensar em conteúdos ligados a um contexto. Ou seja, nada é feito sem um motivo e sem um objetivo bem determinado. É preciso ter metas e saber como analisá-las lá pra frente.

 

E tudo isso é feito por meio da tecnologia. Você não vai criar um e-mail por vez, selecionar uma pessoa por vez para taguear com interesses, analisar os dados de abertura de cada um separadamente. Tudo é feito com automação de marketing.

 

Funciona assim: você cria um conteúdo de valor para um público específico, divulga ele em seus canais, trabalha o SEO para que fique bem posicionado. As pessoas encontram seu conteúdo, preenchem nome e e-mail no formulário para baixá-lo, convertem. Você utiliza as informações desta pessoa para encaminhar por meio de uma plataforma de automação outros conteúdos ligados ao interesse já demonstrado por ela, sempre direcionando para o próximo passo: o desejo de compra, a consideração das opções e, por fim, a decisão.

 

Algumas plataformas de automação que você pode utilizar são: o RD Station, a Hubspot, o Wishpond ou o Sharpspring.

 

Fazer inbound é dar voz para o consumidor, pedir permissão, saber como agradar, testar novas estratégias, não deixar nada que não funcione ir longe demais, reconhecer os pontos potenciais de sua empresa ou marca e entender seu nicho. Que tal testar esta estratégia?

 

5 (100%) - 1 voto