Aperte "enter" para ver os resultados ou "esc" para cancelar.

O que é Growth Hacking e porque toda startup precisa disso?

Como usar criatividade, pensamento analítico, métricas e testes para vender mais produtos e ganhar mais usuários? É isso que faz um growth hacker, termo utilizado por Sean Ellis desde 2010 no mundo das startup e função essencial para criar soluções inovadoras, úteis para seus objetivos e, principalmente, buscado por usuários.

 

Mas afinal, o que é growth hacking?

 

O melhor jeito para entender growth hacking é primeiro compreendendo o significado de hacker. Um hacker é alguém que está mais preocupado com atingir um objetivo do que seguir um processo prescrito. Em outras palavras, hackers se importam mais com o que precisa ser feito do que como isso precisa ser feito.

 

Como resultado, hackers normalmente aparecem com formas inovativas de fazer as coisas acontecerem. Ou seja, para você se considerar um growth hacker, você precisa ter conseguido implementar uma série de truques para o crescimento do número de usuários interessados em um produto ou serviço específico.

 

É comum as pessoas assumirem que growth hacking é uma função do marketing, mas é exatamente isso que não deve ser feito. Definir um cargo para quem traz ideias inovativas para o crescimento de uma empresa é limitar esse campo. A função de growth deve ser o papel de alguém multifuncional, que compreende todos os processos da empresa.

 

growth hacking

 

Ok, mas o que necessariamente um growth hacker faz?

 

A ideia é que, para qualquer decisão que a empresa toma, o growth hacker se pergunte: “qual será o impacto dessa ação para o nosso crescimento?”. Por exemplo, quando o Facebook ainda estava em seu início, foi formado um grupo multifuncional de growth hackers que tocavam diversos departamentos, incluindo marketing, desenvolvimento, produtos, finanças, entre outros.

 

Entre os projetos desenvolvidos por esse grupo estava a responsabilidade de tornar o Facebook acessível para todas as linguagens através de crowdsourcing, implementando um robusto sistema para importar contatos de email. Ou seja, a ideia principal é conseguir mais usuários para um determinado produto, não importa de qual forma: por email, viralização de conteúdos, otimização de ferramentas de busca, estratégias de marketing e tudo mais que você possa imaginar.

 

E toda startup precisa de um growth hacker?

 

A maioria das startups enfrentam o mesmo problema: elas constroem um produto aparentemente ideal que muito poucas pessoas acabam usando. O que você precisa fazer para isso mudar? Lançar novas funções? Experimentar outros canais de divulgação? Escolher outro público para atingir? O growth hacker será a pessoa responsável por coletar dados e analisar qual solução impactará mais na busca por seu produto.

 

O growth hacking é facilmente adaptado às necessidades específicas de qualquer equipe ou empresa, grandes ou pequenas, em qualquer estágio de crescimento. Dentro das startups, growth hackers introduzem sistemas para medir o efeito das decisões do negócio no uso do produto, e isso é fundamental.

 

 

Avalie esse post