3 minutos de leitura

O campo do marketing é um dos que mais sofre mudanças exponenciais com o tempo. É fácil visualizar isso só de lembrar que, há alguns anos atrás, os únicos canais possíveis para a divulgação de um produto ou serviço eram físicos, em folhetos, revistas ou outdoors. Depois a transmissão de propagandas na TV virou febre, e agora o marketing digital.

 

Pensar em uma estratégia de marketing digital eficiente envolve crescer junto com a indústria e se conectar com habilidades e talentos que ainda estão surgindo. Ainda assim, como saber se as ações estão indo para onde deveriam? Se o plano de marketing está correto para as condições de sua empresa ou produto?

 

Plano de marketing eficiente é sobre métricas

 

estratégias de marketing

 

Pode parecer que a base que sustenta qualquer planejamento estratégico são os objetivos que precisam ser alcançados e como será feito para alcançá-los, mas, tão importante quanto isso é como será medido esse caminho.

 

Você pode saber exatamente para onde está indo e qual estrada escolheu trilhar, mas como você irá medir em qual km está? É preciso ser seletivo com relação às métricas que devem receber maior atenção. Medir tudo é o mesmo que medir nada.

 

Métricas como curtidas na página do Facebook e visualizações do YouTube podem ser deliciosas de ver, mas não são eficientes para o crescimento do negócio ou geração de receita. De onde as pessoas que entram em contato direto com você vem e o quais são suas ações é que faz a diferença.

 

As métricas digitais podem ser classificadas em três categorias: geração de tráfego, conversão e receita. Dentro delas, existem milhares de possibilidades de medidas, como:

 

  • Quanto o tráfego de sua página está gerando e recebendo;
  • Quantas exibições de página e visitantes únicos você recebe ao longo de um período;
  • Qual a origem desse tráfego;
  • Quanto tempo os visitantes ficam em cada página;
  • Qual sua taxa de conversão em uma campanha;
  • Qual o custo de adquirir cada cliente…

 

Dependendo de qual seja seu objetivo com cada campanha, métricas específicas serão analisadas e, a partir daí, novos planos de ação surgirão. Parece coisa demais, né? Calma, você não precisa fazer tudo isso sozinho.

 

Ferramentas de marketing como extensão do homem

 

estratégias de marketing

 

Já não dá mais para alcançar um grande público com uma estratégia de vendas sem confiar no auxílio de algumas ferramentas e softwares. Aqui vão as ferramentas mais fundamentais para uma boa estratégia de marketing digital, que vão funcionar como extensões de ti:

 

Google Adwords: uma das ferramentas mais importantes para quem deseja fazer uma campanha e receber resultados satisfatórios, ele oferece várias métricas para você ter total controle sobre seus resultados, tais como:

 

  • Taxa de cliques (CTR);
  • Custo por clique (CPC);
  • Otimização de palavras-chave;
  • Otimização da página de destino;
  • Taxa de impressão;
  • Índice de qualidade;
  • Taxa de rejeição;
  • Taxa de conversão.

 

Google Analytics: com ele você pode ter vários relatórios em tempo real para verificar dados como visualizações de páginas, bounce rate (taxa de rejeição e saída), origens do tráfego e porcentagens de novos visitantes.

 

Ferramenta de Automação de Marketing: as ferramentas de automação reúnem diversas funcionalidades, como landing pages, email marketing e fluxos de automação de email, facilitando e escalando a gestão de leads que estão mais prontos para a venda. Segundo a TechTrends 2017, 58,5% das empresas entrevistadas usam pelo menos uma ferramenta de automação de marketing.

 

Ferramenta de Email Marketing: o email marketing é um dos principais canais de relacionamento com os clientes. Depois que o visitante tem o primeiro contato com sua empresa e se transforma em Lead, é pelo email que você vai se comunicar com ele, oferecendo mais conteúdo até que ele esteja pronto para comprar.

 

Sistema de Gerenciamento de Conteúdos (CMS): para gerenciar a publicação dos conteúdos nos sites e blogs, é indispensável contar com a ajuda de um Sistema de Gerenciamento de Conteúdos (CMS). Essas ferramentas permitem criar, editar e publicar todo o tipo de conteúdo, assim como anexar conteúdos publicados em outras plataformas, como vídeos do YouTube ou podcasts.

 

Já tem suas métricas definidas e ferramentas prontas? Então vamos partir para a ação! Conheça tudo que precisa com o nosso curso de Growth Hacking e nunca tenha medo de se adaptar às necessidades de cada momento. Veja também outros cursos disponíveis para você!

 

Estratégia de marketing digital: como saber se está dando certo?
Avalie esse post
Você pode também gostar