Posso ser um designer UX?
Por Juliana Battistelli

4 minutos de leitura

Não só pode, como deve. Todos os dias mais CEOs e negócios estão percebendo a importância do design de produto ou de experiência no que vendem e nas suas próprias comunicações. UX não é mais uma necessidade abstrata ou preocupação secundária, mas um pedaço essencial para o sucesso do negócio.

 

Com tantos aplicativos e produtos úteis no mercado, as empresas não podem mais correr o risco de gerar uma má experiência. As pessoas demandam por experiências inesquecíveis e é o designer de UX que pode proporcioná-las.

 

O designer UX está posicionado perfeitamente para o sucesso no mercado de trabalho atual. Eles trabalham em um campo em crescimento e estimulado intelectualmente fazendo um papel chave na formação de produtos de indústrias variadas: de finanças à educação. Quer mais motivos? Aqui vão eles.

 

A área de UX só cresce

 

Com a internet das coisas, inteligência artificial, automação e dispositivos de interação cada vez mais inteligentes, precisamos de mais pessoas interessadas e qualificadas para o design de experiência sempre. A busca por profissionais na área têm se multiplicado e o salário médio do especialista UX em meio de carreira varia entre R$ 8 mil e R$ 12 mil.

 

Esses números só reforçam a necessidade de ter gente de todos os setores se voltando para o UX. Com uma pesquisa rápida por empregos na área você já vai perceber que, além da enxurrada de vagas, a maioria delas não pede por uma experiência de anos. O que se pede são conhecimentos práticos que você pode conseguir em cursos mais curtos e proveitosos, além da prática diária.

 

 

O UX pede por habilidades interdisciplinares

 

Se você trabalha atualmente com engenharia, saúde, comunicação, programação ou qualquer outro setor e está querendo pular para o design, saiba que é possível sim! Mais do que possível, o UX design pede por habilidades interdisciplinares que auxiliem no entendimento do usuário.

 

Experiência do usuário é um campo que empresta conhecimentos de uma variedade de disciplinas, como a psicologia, por exemplo, para conseguir entrar na mente do público e prever comportamentos.

 

Negócios nascidos do UX são ricos em inovação

 

Muitas das empresas que foram fundadas por designers, como o Pinterest e Airbnb, são negócios que colocam muita ênfase em uma cultura dirigida pelo design de forma que produzem mais soluções inovativas, com experiências vivas e permanentes.

 

Essas e outras startups demonstram o poder do UX design como forma de impactar o mundo positivamente a partir da inovação. Você pode fazer parte do grupo que ajuda esse campo a se expandir e se desenvolver para esses propósitos.

 

Quer começar do zero no UX design vindo de qualquer outro lugar? Vem conhecer o workshop UX para não designers da Mastertech!

 

Posso ser um designer UX?
Avalie esse post
Você pode também gostar