Você é designer, vive pensando em soluções criativas para problemas do dia a dia, tem ótimas noções de diagramação, é detalhista, está ligado no uso das cores e proporções, sabe lidar bem com Photoshop, Illustrator e tem uma ideia de como funciona UX (user experience) e UI (user interface)?

 

Então seu prato está cheio para aprender algumas novas habilidades e ter mais possibilidades de conhecimento, aprofundamento e experiência profissional! Quer saber porque não vai ter como negar o aprendizado de programação como designer? Chega aqui!

 

Você terá mais oportunidades de emprego (e com melhores salários!!)

O interesse das empresas brasileiras e gringas por web designers com experiência em desenvolvimento front end aumentou de forma surpreendente nos últimos anos. De acordo com levantamento feito pela trampos.co, desenvolvedor front end foi o profissional mais procurado pelas empresas em 2016. E o mais importante: faltam profissionais capacitados para atuar na área.

 

Segundo as oportunidades divulgadas no site, a faixa salarial de um desenvolvedor front end varia entre R$ 2.000 e R$ 4.500. Para estagiários, a bolsa é de aproximadamente R$ 1.500. Os salários para profissionais sênior podem chegar a mais de R$ 10.000.

 

Você vai ampliar seu efeito diretamente na experiência do usuário

Estar confortável com sua bagagem de conhecimento atual é um péssimo sinal. Saia em busca de conhecer sempre mais. Quando um designer se torna programador, ele percebe que o bom layout pode se tornar muito mais, pode estar em contato direto com o que tem por trás de um aplicativo web e gerar uma experiência mais interessante para o usuário final.

 

É preciso entender que cada elemento de seu layout no PSD é um componente que pode ser reutilizado dentro do desenvolvimento para web. Com o conhecimento de HTML, CSS e Javascript você irá entender como as informações do site são armazenadas, como o servidor gerencia o cache das páginas, como o request do seu browser trás o seu site para o usuário ou como o google ranqueia e indexa o seu site.

 

Você estará mais próximo do desenvolvimento total para web

A diferença entre um desenvolvedor comum e um webdesigner fica bastante perceptível quando é o designer que vem para a área de desenvolvimento, e não o contrário. Essa possibilidade é enriquecedora para o mercado em termos de qualidade de interface.

 

E para o profissional, é ainda mais proveitoso. Ao aprender algumas linguagens de programação e estar em contato direto com desenvolvedores back end, você está a um passo de desenvolver de forma completa para a web, basta reservar mais algumas horas de prática de programação.

 

Web designer x Web developer x Full-stack

O web designer é responsável pelo visual da aplicação para web, ou seja, dominar conceitos e tendências do design para web, conceitos de identidade visual, entendimento de padrões de cores, usabilidade (UX e UI), assim como, ferramentas de edição visual e, em alguns projetos, edição de vídeo e criação de animações.

 

Já o web developer será ou desenvolver front end ou back end. O responsável pela parte frontal, ou seja, o que interage diretamente com o usuário na aplicação, é o desenvolvedor front end.

 

  • Elementos como títulos, textos, fontes, imagens, vídeos e entre outros são adicionados com o HTML;
  • Cores, estilos, efeitos e pequenas animações são adicionadas por regras de CSS;
  • O comportamento da página, sliders, popups, validações e entre outras regras comportamentais são adicionadas via JavaScript.

 

Um designer full-stack é designer e também é desenvolvedor front-end. Ou seja, esse profissional domina tanto as ferramentas de design como de programação. Ele entende o usuário, sabe fazer um layout como ninguém e ainda transforma o PSD em código.

 

O que você precisa saber para ser um designer full-stack

Como designer full-stack, seu dia a dia vai estar recheado de loops, condicionais e variáveis. Não saber lidar com isso vai te engessar. Por isso, é preciso entender a lógica de programação e adquirir um bom conhecimento de linguagens como HTML e CSS, além de uma base sólida de Javascript.

 

Quer aprender tudo isso e começar a atuar como desenvolvedor front end? O bootcamp de 4 semanas Web Front end do MasterTech vai te apresentar:

 

  • Tecnologias da web;
  • Criação de sites (HTML, CSS);
  • Lógica de programação (Javascript);
  • Bootstrap;
  • Git;
  • AngularJS;
  • Integração com APIs;
  • Firebase.

 

Você aprende rápido habilidades para utilizar na sua carreira e ainda faz parte de uma comunidade de pessoas para ficar por dentro de eventos, oportunidades e novidades em tecnologia! Vem ver mais sobre essa experiência aqui.

 

pop_up02

3 razões irresistíveis para todo designer aprender a programar
5 (100%) - 2 votos
Você pode também gostar