5 minutos de leitura

Por todos os lugares, as universidades e cursos tradicionais estão sentindo uma coceira. O custo de operar uma faculdade aumenta gradualmente, a concorrência fica mais acirrada, os alunos ficam cada vez mais curiosos e exigentes por educação de qualidade. O preço da educação para os estudantes aumenta e a promessa de que todo aluno com graduação está no caminho certo para um emprego nem sempre se realiza.

 

Para combater esses problemas, empresas e organizações ligadas à educação estudam novas formas de questionar, analisar e experimentar modelos de aprendizado. A maior mudança na educação do século 21 acontece por meio da educação à distância.

 

educação à distância

 

O movimento da educação à distância

 

A ideia de que uma educação superior de qualidade só pode ser dada a partir de uma experiência contínua de muitos anos, presencial e focada em teoria, medida por provas determinadas e horas de aula está sendo cada vez mais questionada.

 

A educação à distância surgiu como uma forma de inclusão social, de economia de investimentos e de uso da tecnologia como oportunidade de implementar novas formas de aprendizado mais direcionadas e personalizadas.

 

A Educação à Distância (EAD) é a modalidade de ensino que mais cresce no Brasil. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), das 3,3 milhões de matrículas no ensino superior registradas entre os anos de 2003 e 2013, um terço correspondia a cursos a distância, sendo a maioria na rede privada de ensino. De 49.911 alunos em 2003, o número saltou para 1.153.572, dez anos depois. Desse total, 86% correspondia a instituições particulares de educação superior. Em 2014, segundo dados Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), o total de matriculados já ultrapassava a marca de 3,8 milhões.

 

Segundo o último censo da ABED, referente ao ano de 2014, das 226 instituições que oferecem cursos ou disciplinas em EAD, 64% pertencem à rede privada, enquanto 36% são instituições públicas de ensino. Apesar de 67% delas já estarem no mercado de educação presencial há mais de 20 anos, a oferta de cursos a distância é mais recente, com 64% atuando a menos de 10 anos no segmento.

 

Vantagens e desvantagens da educação online

 

As diferenças entre formas de educação presencial e online são inúmeras e perceptíveis durante o aprendizado e o ensino. Em um contexto de educação presencial, os alunos precisam se dedicar especialmente ao compromisso de realizar tarefas frente à uma turma e um professor, com a proximidade das relações e das cobranças.

 

No estudo online, o estudante precisa ter mais determinação e organização para encaixar o estudo com sua rotina. Nesses casos, especialmente quando a relação com as pessoas é mais distante, fica mais fácil largar o curso ou não completar tarefas no prazo.

 

Em classes normais de aprendizado presencial, estudantes e professores precisam lidar com a necessidade de estar presente no mesmo local, distrações e conversas, restrição de materiais e falta de tempo para que seja dada a atenção necessária à cada aluno. Por outro lado, na educação online, com um clique seu aluno já pode estar acessando uma rede social ou blog, desviando a atenção dos conteúdos e não se prestando a realizar as tarefas no seu tempo.

 

Uma das principais características que reduz o número de desistentes na educação online é a existência de mentores e dinâmicas que aproximam as pessoas e fazem com que os estudantes se sintam parte de uma experiência real, prática, tão próxima quanto a presencial.

 

O toque pessoal das experiências

 

É principalmente o compartilhamento de experiências com outras pessoas que nos mantém motivado para completar projetos, enfrentar desafios. Ter o suporte de educadores presentes mesmo à distância diferencia uma boa educação de cursos online que não entregam nada além de um certificado.

 

Por isso é tão importante procurar por programas de educação à distância que ofereçam fóruns de discussão com outros alunos, conversas em vídeo com professores, experiências presenciais de tempos em tempos em lugares variados do globo.

 

É preciso combater a solidão da web com práticas que aproximem ideias e experiências, que incentivem discussões vivas por meio de eventos, webinars, live streams e outras sessões interativas possíveis dentro das novas tecnologias.

 

Apesar da tendência dos brasileiros ser pela busca de cursos de educação à distância mais tradicionais, ligados à faculdades que já oferecem cursos presenciais, a educação alternativa online tem se mostrado mais eficiente em termos de aproveitar as inovações tecnológicas no desenvolvimento de um aprendizado prático, interativo, consistente e que traz transformações verdadeiras para a carreira dos estudantes.

 

educação à distância

 

Unir o online com o presencial, incentivando o contato humano e a troca de experiências faz parte da essência da Mastertech. Vem conhecer todas as nossas lives online e gratuitas e escolher o que você quer começar a aprender para aprofundar a experiência do nosso lado!

 

Educação à distância: mesmo longe, busque por experiências
Avalie esse post
Você pode também gostar