5 minutos de leitura

O mercado de TI está cada vez mais aquecido e você precisa estar preparado para receber novas propostas de trabalho. Neste post iremos dar dicas de como ser notado pelos recrutadores e como saber seu valor no mercado.

Saiba seu nível

 

Trainee, Júnior, Pleno ou Sênior. Você sabe em qual destas categorias se encaixa?

 

Não existe um consenso sobre essa classificação. Numa pesquisa, você vai encontrar os níveis de acordo com o tempo de trabalho ou de acordo com conhecimento adquirido. Esse conhecimento, porém, varia e pode depender da visão de cada recrutador ou empresa.

 

Uma maneira de se classificar pelo tempo pode ser vista na tabela abaixo. Há algumas sobreposições.

 

Nível Tempo de experiência
Trainee 0 a 2 anos
Júnior (JR) 1 a 4 anos
Pleno (PL) 3 a 6 anos
Sênior (SR) 5 a 10 anos

 

No post Júnior, pleno ou sênior: saiba como identificar o desenvolvedor certo para a sua vaga da nossa parceira GeekHunter, você pode se aprofundar mais nessa classificação. Aqui daremos um resumo.

 

  • Trainee: faz tarefas de pequena ou média complexidade, sempre sob supervisão;
  • Júnior: entende melhor o que faz e o porquê de suas tarefas. Ainda não toma decisões sozinho;
  • Pleno: faz tarefas de maior complexidade, que exigem profundo conhecimento. Toma decisões endossadas por um superior;
  • Sênior: totalmente autônomo. Pode exercer função de gerente ou líder técnico.

 

Saber seu nível profissional é muito importante no momento de negociar salários e saber se as funções do cargo se adequam ao seu nível de experiência.

 

Um contraponto é quando se recebe uma proposta para uma mudança de área. Se for do seu interesse, pode ser que para essa nova função você não tenha a mesma experiência de seu último cargo. Uma redução de nível, e consequentemente de salário, pode ser inevitável nesse caso.

Conheça a empresa

 

Ao receber uma proposta, procure descobrir tudo o que puder sobre a empresa em questão e qual será sua real função. Muitas vezes a descrição das vagas são bem genéricas e não remetem ao trabalho que você fará no dia a dia. Saiba se você falará com o gerente ou líder técnico da sua área. Somente essas pessoas podem explicar exatamente o que será exigido de você.

 

Descubra a faixa salarial que a empresa paga. Empresas que pagam muito acima ou abaixo da média podem ser um alerta. As que pagam acima podem ter uma filosofia extremamente controladora e as que pagam abaixo podem não valorizar os funcionários.

 

Procure saber também sobre a cultura da empresa. Mesmo a empresa pagando seu “salário dos sonhos”, pode ser um local que não se enquadre com a sua filosofia. Esse não enquadramento pode desenvolver uma série de problemas de ordem psicológica, como estresse e depressão. Avalie sua real necessidade do salário antes de aceitar uma vaga que não se encaixa no seu perfil.

 

O site Love Mondays mostra salários e avaliações de diversas companhias feitas pelos próprios funcionários. Nele, é possível ver os prós e contras pela opinião de cada pessoa e se elas recomendam trabalhar ou não em determinada empresa. É uma boa base para fundamentar sua decisão.

Seja visto

 

As redes sociais não servem apenas para postar fotos de comida, viagens, festas, e fazer comentários sobre a situação atual do país. Existem redes sociais voltadas para profissionais, onde estes podem compartilhar assuntos relacionados ao seu trabalho ou ao mundo empresarial em geral. Abaixo vamos falar um pouco de algumas delas.

LinkedIn

 

A maior rede de profissionais do mundo, o LinkedIn atualmente conta com mais de 500 milhões de usuários. Essa rede junta todos os tipos de profissionais num só lugar. Achar alguém que divide as mesma ideias profissionais, até fazer parcerias, se torna mais simples no LinkedIn.

 

Além de fotos e comentários na sua linha do tempo, o LinkedIn, através do Pulse, permite que qualquer usuário escreva artigos na plataforma. Se você quer divulgar seu trabalho ou seus conhecimentos, o LinkedIn Pulse é uma ótima ferramenta.

 

Os recrutadores também estão dentro do LinkedIn, e usam essa rede para achar potenciais candidatos. Trate o LinkedIn como um currículo vivo, tenha um perfil campeão e com certeza você será contatado por alguém do recrutamento de empresas.

GitHub

 

O GitHub é um gigantesco repositório de códigos das mais diversas linguagens. Pode ser considerado uma rede social para programadores, funcionando como um portfólio para os seus trabalhos e estudos. Utiliza o Git em seu back-end, um sistema de controle de versões que é um dos mais utilizados atualmente. Saber como usar o Git se tornou praticamente obrigatório para todos os programadores.

 

Se você está começando, o GitHub é um excelente local para mostrar o que sabe fazer, já que ainda não tem muita ou nenhuma experiência no mercado.

Medium

 

O Medium é voltado para a escrita de textos, podendo ser utilizado tanto para fins pessoais quanto profissionais.

 

Muitos programadores vêm utilizando o Medium para ensinar tutoriais de programação e sobre outros assuntos do mundo de TI. Tudo isso fica ligado ao seu perfil e a seu nome.

 

Ele permite que você classifique seu texto através de tags, que facilitam na hora de uma busca e tornam o seu texto mais visível. Se você escreve sobre desenvolvimento de software por exemplo, o Medium pode sugerir seu texto para pessoas que leem sobre o assunto, assim como mostrará para você outros textos sobre seus assuntos de interesse, fazendo uma parte da divulgação para ambos os lados.

 

Os textos dentro do Medium são facilmente localizados pelos mecanismos de busca, o que os torna ainda mais visíveis e mais fácil de alguém interessado nos seus textos de te encontrar, até mesmo recrutadores.

GeekHunter

 

A GeekHunter é um site/serviço que tem como um dos objetivos juntar os melhores profissionais de TI em um só lugar. Funciona como um catálogo online onde, após se cadastrar e fazer os testes, seu perfil ficará disponível para as empresas cadastradas no site. Caso tenha as habilidades que uma empresa procura, ela entrará em contato. É só esperar!

 

Mantenha-se atualizado

 

As tecnologias mudam e se renovam constantemente. Para um profissional de TI, é imprescindível que se mantenha atualizado sobre as novidades e tendências tecnológicas. Isso pode ser feito através de cursos ou mesmo de graça pela internet, através das redes descritas acima e várias outras.

 

Preparado para receber várias propostas? Comente aqui o que achou do artigo!

 

Como estar preparado para receber propostas do mercado
4.8 (95%) - 4 votos
Você pode também gostar